Alguns direitos trabalhistas do trabalhador brasileiro



Infelizmente, são muitos os empregadores que não pagam corretamente os valores devidos aos seus trabalhadores, inclusive no momento da demissão ou despedida.

Alguns sujeitos, mesmo quando há direito adquirido, não recebem o aviso prévio indenizado, as férias acrescidas de 1/3, o décimo terceiro salário proporcional, o saldo de salários (valor dos dias trabalhos), o FGTS e a sua multa de 40%, a insalubridade, a periculosidade, as horas extras, o adicional noturno, o vale refeição, o vale transporte, etc.

Outras pessoas recebem alguns valores, mas ao analisarmos os recibos frequentemente identificamos a presença de erros grosseiros ou descontos indevidos, sempre prejudicando a parte mas fraca da relação,  o trabalhador.

Desse modo, é prudente que o empregado que acabou de receber suas verbas rescisórias (valores do final do contrato de trabalho) consulte com um advogado o mais rápido possível. Assim, esse profissional poderá analisar os recibos, os valores, os documentos e dar informações claras sobre todos os direitos do empregado, inclusive sobre existência ou não de assédio sexual, de dano material, de dano moral, etc.

Por fim, no caso de prejuízo, é importante que o trabalhador entre com a ação judicial imediatamente, antes de passar 2 anos do término do contrato de trabalho. Pois, passado esse prazo, o trabalhador não terá como defender seu direito na Justiça do Trabalho e, assim, perderá todos os valores que teria direito.

Autor: Alex Sandro Tavares da Silva.

Se essa informação lhe ajudou de alguma forma, escreva o seu comentário e compartilhe nas redes sociais. Assim, criaremos e promoveremos conhecimento.

Agendamento 24h | Contato | Enviar dúvidas

Alguns direitos trabalhistas do trabalhador brasileiro
Pode Avaliar Agora?

Deixe o seu comentário aqui!