Atividades preventivas no SUS


Conforme a atual Constituição Federal do Brasil (art. 198 da CF/1988) o sistema único de saúde (SUS) é formado por uma rede regionalizada e hieraquizada que tem como diretrizes: 1) descentralização (direção única em cada esfera de governo); 2) atendimento integral (com prioridade para as atividades preventivas) e 3) participação da comunidade.
Alguns sujeitos se perguntam sobre a execução das “atividades preventivas” no SUS. Elas ocorrem de fato no Brasil ou existem apenas na lei maior?

Nesse sentido, podemos destacar os seguintes exemplos da abordagem preventiva:

  • Saneamento básico – construir esgotos; dar destinação adequada aos mais variados tipos de resíduos, etc.
  • Campanhas de vacinação – gripe, HPV, poliomielite,  aftosa, sarampo, etc.
  • Educação preventivada – dengue, AIDS, DSTs, gripe, pressão alta, obesidade, exercícios físicos, boa alimentação, etc.
  • Combate à mortalidade infantil – vacinação, reidratação, cobertura pré-natal, ampliação da rede de saúde, redução da fecundidade, melhoria das condições ambientas, aumento do grau de escolaridade das mães/pais, promoção do aleitamento materno.

Enfim, o SUS ainda tem muito a evoluir. Deve ser cada vez mais pesquisado, analisado e melhorado. Afinal, esse sistema é, para a grande parte da população brasileira, a única fonte de atenção profissional à saúde.

Autor: Alex Sandro Tavares da Silva.

Se essa informação lhe ajudou de alguma forma, escreva o seu comentário e compartilhe nas redes sociais. Assim, criaremos e promoveremos conhecimento.

Agendamento 24h | Contato | Enviar dúvidas

Atividades preventivas no SUS
Pode Avaliar Agora?

Deixe o seu comentário aqui!